Coluna: Relembre

Boa noite caros leitores,hoje estreia mais uma coluna minha : Relembre e aproveitando o embalo da estreia de avenida brasil que sera na próxima segunda 26, vamos relembrar uma outra novela do autor joão Emanuel carneiro que fez grande sucesso.

A trama foi exibida no Brasil entre 2 de junho de 2008 e 16 de janeiro de 2009 na Rede Globo, com um total de 197 capítulos

A trama teve o total de três fases. A primeira delas é onde há o mistério sobre a identidade da verdadeira assassina, a segunda, onde há a revelação da verdadeira assassina e da vilã e seus atos, e a terceira, onde a vilã é desmascarada pelos demais personagens.

Donatela e Flora cresceram juntas se tornando grandes amigas. Donatela perdeu os pais num acidente e acabou sendo adotada com 6 anos por Pedro, um homem bondoso que tinha uma filha: Flora. Eram muito humildes e viviam mal num sítio. Quando crianças, as duas meninas eram melhores amigas, ao ponto de, na juventude, formar uma dupla sertaneja, “Faísca e Espoleta” — administrada por Silveirinha, que sem que ninguém percebesse, explorava as duas jovens cantoras. Porém, Flora sempre teve uma inveja obsessiva de Donatela (quando criança,Flora tentou matar Donatela ateando fogo no seu quarto com ela lá dentro). A parceria chegou a fazer um razoável sucesso na época, mas a carreira foi interrompida após as duas conhecerem os amigos Marcelo e Dodi, de quem se tornaram noivas. Donatela casou com Marcelo, filho de Irene Fontini e do poderoso Gonçalo Fontini, dono de uma indústria de papel e celulose, enquanto Flora tornou-se esposa de Dodi, um homem inescrupuloso e imoral que veio de baixo e que trabalhava na empresa de Gonçalo.

A felicidade de Donatela e Marcelo, porém, durou pouco. O primeiro filho do casal, Mateus, foi sequestrado aos seis meses de idade por Silveirinha, que criou ódio de Donatela po ela ter largado a dupla. A criança nunca mais apareceu. Desde então, Marcelo e Donatela passaram a se desentender com frequência. Flora, por sua vez, separou-se de Dodi e, posteriormente, tornou-se a amante de Marcelo. Mas voltou para Dodi e ficou com os dois. Ela engravidou de Dodi e disse que era de Marcelo por ele ser rico, e deu à luz uma menina, Lara, o que abalou ainda mais a relação de Donatela e Marcelo e, principalmente, entre as duas amigas.

No auge da crise entre Flora e Donatela, Marcelo é assassinado. Ele foi morto com três tiros disparados do revólver. Segundo as testemunhas, todas acusaram Flora de ter matado Marcelo, apesar de ninguem saber quem era o assassino, e Flora foi presa e separada de Lara — na época, com três anos de idade. Flora, então, foi condenada a 18 anos de prisão pelo crime que ela pode não ter cometido. Donatela, que não perdoa a amiga de infância pela traição, cria Lara, fruto desse caso extraconjugal de Marcelo e Flora.

Dezoito anos depois, ao sair da prisão, Flora quis se aproximar de Lara e desmascarar Donatela, Flora diz que a ex-amiga foi quem cometeu o crime pelo qual já pagou. Donatela, por sua vez, temerá que Flora se aproxime de Lara, a quem diz amar como se fosse sua própria filha. Lara, mais do que nunca, torna-se o alvo da disputa entre as duas mulheres — um dia, amigas. Enquanto a missão de Flora será reaproximar-se da filha, Donatela fará de tudo para impedir que isso aconteça.

Entretanto, em meio a tantas batalhas e lutas, eis que um mesmo homem surge novamente no caminho das duas mulheres, se tornando assim, objeto de cobiça de ambas, que um dia foram tão próximas. Zé Bob é um jornalista garanhão que trabalha para Tuca e que cometeu muitos erros no passado, devido a sua incapacidade de se apaixonar verdadeiramente. Ele irá morar um tempo com Flora, e com ela viverá como um ficante sexual, já que ela não quer compromisso sério. Nesse período Flora fingirá se chamar Sandra Maia, para se aproximar de Lara e não revelar nada a Zé Bob. Zé, após separar-se dela, terá um ardente romance com Donatela, que o rejeitará no começo. Porém, após separar-se de Donatela, ele chega a ficar confuso acerca de seus sentimentos e dividido entre elas, as quais considera pessoas preciosas e desejadas.

E como se isso não bastasse, no caminho desse jornalista está também Alícia Rosa, uma moça mimada e inconformada com a família que possui, principalmente com seu pai, Romildo Rosa, um político corrupto que é a sua maior decepção. Ela não medirá esforços para conquistar Zé Bob e, enfim, fazer com que o mesmo a ame verdadeiramente. Romildo Rosa, no passado, tivera um caso com Arlete, secretária de Gonçalo Fontini, por quem ainda é apaixonado.

Há destaque também para a história de Diduzinho, filho de Romildo Rosa e alcoólatra. Um rapaz honesto, que não concorda com as atitudes do pai e se apaixona por Rita, secretária de Gurgel, assessor de Romildo e marido de Amelinha. Rita, por sua vez, criou a filha Camila sozinha, sem revelar que a menina é fruto de um caso com Zé Bob.

Diduzinho irá disputar a prefeitura da vila operária de Triunfo com o dentista Elias Filho, casado com Dedina e pai de Shiva Lênin. Na verdade, Elias não sabe se realmente é pai do garoto. No passado, ele se envolveu com Rosana, que também se envolveu com o ufólogo e cantor Augusto César e acabara engravidando. Quando a criança nasceu, ela preferiu não contar quem era o verdadeiro pai e fugiu com outro homem, Pepe Molinos, fazendo Augusto acreditar que ela fora abduzida por um disco voador. Augusto até hoje é fiel à mulher e acredita que ela irá voltar um dia. Mas ele se vê tentado quando a bela jornalista Maíra surge em sua vida.

Outra trama de destaque é a da família de Copola, inimigo de Gonçalo Fontini, casado com Yolanda e pai de três filhas: Lorena, mãe de Cassiano e esposa de Átila; Catarina, mãe de Domênico e da rebelde Mariana e casada com o crápula Leonardo (Leo); e Cida, que após anos afastada da família, na boleia de um caminhão, volta para casa e provoca muitas polêmicas. Uma delas é a sua relação com seu cunhado Átila, pois os dois tiveram um caso no passado, sendo que ele já era casado com a irmã de Cida; e outra, o seu caso com o verdureiro Vanderlei, analfabeto e ingênuo. Enquanto isso, Catarina sofre muito com seu casamento, mas não pensa na hipótese de se separar e começar uma nova vida. No início da trama, ela chama a atenção de Vanderlei, cuja mercearia fica na rua de sua casa. Porém, o ápice ocorre quando Leo começa a bater na esposa e Mariana foge de casa. Quando volta, descobre que está grávida de uma menina, a quem dá o nome de Úrsula. A criança é fruto do estupro do pai para com a própria filha! E, para piorar as coisas, chega na cidade de Triunfo Stela, uma mulher independente que é lésbica por quem Leo se apaixona e tentará até estuprá-la. Stela é dona de um restaurante, onde Catarina trabalhará. Stela passará a ser amiga de Catarina, e terá por ela uma louca atração.

Halley é filho da cafetina Cilene, antiga amiga de Donatela, e de Silveirinha, mordomo de Donatela. Cilene esconde de Halley que ele é adotivo, mais Silveirinha esconde dela que ele é fruto de um sequestro. O rapaz não tem uma boa relação com o pai e se envolve em várias encrencas. Uma delas é se fazer passar por outra pessoa a pedido de Alícia, que lhe oferece dinheiro em troca. Porém, ele acaba despertando a paixão do mauricinho e homossexual Orlandinho Queiroz. No decorrer da história, Silveirinha faz uma revelação bombástica a Cilene: Halley na verdade é o filho de Donatela, sequëstrado pelo próprio Silveirinha para se vingar da patroa. Tal revelação faz com que Flora e Silveirinha obriguem Cilene a mudar seu depoimento e acusar Donatela pelo assassinato de Marcelo. Donatela desconfia da proximidade de seu mordomo com Flora, e após segui-lo, o encontra com sua rival. Silveirinha, então, se rebelda e confessa todo o nojo, ódio e desprezo que sente pela patroa, chegando até a lhe humilhar e cuspir em seu rosto.

Outro vilão é o malandro Dodi. Ex-marido e Flora e grande amigo de Marcelo, é casado com Donatela, e se faz de santo diante de todos os Fontini, mas a sogra Irene e a filha postiça Lara não confiam nele. Dodi faz vários desfalques á empresa de Gonçalo, durante anos, embolsando sempre um dinheiro a mais no fim do mês. Fora que ele trai Donatela frequentemente com as prostitutas que trabalham para Cilene. No início da trama, Dodi é desmascarado depois que Gonçalo descobre suas falcatruas, perde o emprego e a Donatela ainda o expulsa de casa, depois de descobrir a traição. Dodi, então, decide se vingar da ex-mulher.

Apesar de tantos contratempos e desilusões, há também na trama pessoas sonhadoras e apaixonadas, como a dissimulada Maria do Céu, uma retirante ambiciosa que fará de tudo para conquistar Cassiano, namorado de Lara. Cassiano é um operário da fábrica da qual Lara é herdeira e possui uma origem humilde de vida, e com o tempo se tornou muito mais que um simples namorado para Lara: tornou-se um companheiro para todas as horas e momentos; a mesma o preza e valoriza muito toda essa dedicação demonstrada por ele. Como se na vida de Lara já não bastassem tantos problemas em seu decorrer, ela também terá de lutar por sua felicidade ao lado de Cassiano e para isso terá que se ver livre da ousadia de Maria do Céu, que promete ser uma pedra áspera e ardilosa em seu caminho. Maria do Céu e Cassiano tiveram um caso, em que ele foi o primeiro homem de Maria do Céu, só que ele não quis mais nada com ela, mas ela engravidou dele e perdeu a criança, e o culpa disso. Sua obsessão em tê-lo outra vez fará Lara e ele sofrerem muito. Com a morte de seu pai Edivaldo, causada sem querer por ela mesma, e a raiva de sua irmã Greice, já que ela amava o pai e acha que a irmã o matou, Céu, sem lugar para morar, se tornará uma das garotas de programa de Cilene, e consequentemente, terá um ardente caso com Halley, que transa com todas as prostitutas da mãe dele. A ex- retirante ainda fará programa com Orlandinho, a pedido do pai do rapaz, e com ele consegue se casar por faixada, pois ele quer esconder da família que é gay e está apaixonado por Halley. Porém, ela muito rica, o trairá muitas vezes e engravidará de Halley, para a felicidade da avó de Orlandinho, Geralda, e infelicidade de Darcy, pai do mauricinho, já que ele queria um neto filho legítimo de Orlandinho e que ele casasse com uma mulher decente. Orlandinho criará o filho de Céu e Halley como se fosse dele e conseguirá perceber que gosta de mulher. Maria do Céu, porém, ainda não desistiu de Cassiano e fará de tudo para tê-lo de volta. Seu amor é doentio, e até hoje sofre pensando em Cassiano.

Lara, assim como Donatela para com Flora e vice-versa, adquire na pessoa de Maria do Céu uma rival mortal da qual precisa tomar muito cuidado.

Há muitos lados e versões na vida de Flora e Donatela, mas somente um é digno de ser respeitado verdadeiramente. A grande pergunta é saber da parte de quem se esconde a singela verdade, tão procurada por todas as pessoas que cercam a vida dessas duas mulheres.

A trama se conecta para um acontecimento surpreendente: acusada de matar Marcelo, Donatela está no fundo do poço. Num acesso de raiva, tenta sequestrar e matar Flora, até que, no clímax da situação, com a arma apontada por Donatela em seu peito , Flora exclama: “Você não vai me matar! Você não tem coragem! Você não é uma assassina como eu!”

A partir daí, começa a desgraça de Donatela: Flora foge com o carro da ex-amiga, deixando-a no meio do terreno baldio, e ainda mata o médico Dante Salvatore (que há dezoito anos, testemunhou contra Flora), com a cumplicidade de Dodi que atrai Donatela até o local do crime. E para piorar, Zé Bob a pega com a arma na mão ao lado do corpo de Salvatore, sendo presa logo depois. Na cadeia, Donatela conhece Diva, uma mulher que afirma ser presa injustamente e que logo a apóia pois, por algum motivo não revelado, odeia Flora. Donatela, então, descobre um segredo: Diva na verdade é Rosana, a mulher que abandonou os dois maridos e o filho. Descobre também que ela está com uma doença terminal e tem poucas semanas de vida, uma farsa dela. Diva, então, traça um complicado e audacioso plano: as duas trocarão de identidade, já que Diva será libertada dentro de uma semana. Donatela, a início, não aceita, mas no fim acaba por concordar. Após sair da cadeia será perseguida por bandidos de quadrilha internacional, pois pensarão que ela é Diva. Diva trocou de identidade com ela para não precisar fugir dos bandidos ao sair da cadeia. Donatela ainda sofria nas mãos da inescrupulosa carcereira Zezé, amiga de Flora nos seus tempos de presa. E assim é feito: as duas conseguem convencer a diretora do presídio, Roseli, a fazer a troca de identidade por alguns diamantes, e Donatela é solta no lugar de Diva. Donatela acaba conhecendo um novo aliado em sua luta a favor da justiça: Pepe Molinos, um ex-amor de Diva/Rosana e, em seguida, vai morar com Augusto César — que acredita piamente que ela é Rosana e que voltou da nave espacial — e Shiva, com quem acaba por desenvolver um afeto maternal. É lá que ela entrará numa briga com o Grupo Fontini, com o executivo Norton e especificamente com Halley, que ao começar a namorar Lara, acaba conseguindo um emprego na empresa de Gonçalo. Só que um segredo avassalador do passado será descoberto pelo público: Halley é, na verdade, Mateus Fontini, o filho desaparecido de Donatela, ou seja, Donatela entrará numa guerra contra seu próprio filho. Donatela ainda contará com a ajuda de Pedro, o pai de Flora que, desde o início da trama, sabia que sua filha matou Marcelo e acusou Donatela, a qual considera uma filha. Porém, Flora envenena o próprio pai e ele é internado numa clínica. Ela tortura e humilha o pai. Flora é um monstro!

Diva encerra o seu plano de maneira teatral: se “suicida” ateando fogo na própria cela, morrendo carbonizada. Mas ela foge da acdeia e se abriga em um esconderijo com um amante. A “falsa” Donatela, que para todos é a verdadeira, está morta. Lara sofre muito pensando que a mulher que a criou e que ela chama de mãe morreu. Quando Donatela reaparecer,Lara ficará com raiva, mais a perdoará por ter escondido que estava viva. Enquanto isso, Flora, Dodi e Silveirinha se unem em busca do que sempre quiseram: dinheiro e poder. Se Donatela teve uma queda brutal na vida, com Flora é o contrário: conquistou a simpatia dos Fontini, o amor da filha (após um sequestro armado por ela mesma, em que ela combina com os bandidos de fingir que a torturam para Lara achar que a mãe está apanhando dos bandidos para salvá-la! No fim do sequestro,depois de debochar de Lara, Flora assassina os bandidos a tiros e fala para todos que eles se suicidaram, e faz maquiagens no corpo para fingir que são feridas e hematomas. Lara, comovida, pensando que a mãe quase morreu para salvá-la, a abraça e a chama de mãe! Flora conseguiu o que queria: ganhar a simpatia de Lara. Isso porque ela mandou os bandidos aterrorizarem psicologicamente a filha para ela comover-se e simpatizar com a mãe.) Flora ganha um alto cargo na empresa de Gonçalo e muito dinheiro, e não hesita em passar por cima daqueles que ameacem seu caminho. Ela não tem sentimentos, é uma psicopata, que sente prazer em matar!

São apresentador dois novos personagens na trama: Sabiá e Fafá Gentil, pai e irmã de Dodi, respectivamente, que chegam do Paraguai. Sabiá entra num triângulo amoroso com a prostituta Manu e com seu próprio filho Dodi, e Fafá namora novamente Silveirinha. Mas a relação deles não foi a melhor, já que Dodi chantageou Flora com o DVD do assassinato de Salvatore, gravado por ele mesmo.

Quando Halley e Lara começam a namorar sério, Cilene fica apavorada por achar que está acobertando um incesto, já que os dois são filhos de Marcelo. Mas Flora faz uma revelação que foi o motivo do assassinato de Marcelo: Lara não é filha dele, e sim de Dodi, e quando Marcelo descobriu a verdade, Flora decidiu matá-lo, pois pensou que ficaria com o dinheiro da família. Então, o único herdeiro dos Fontini é Halley, e não Lara. Flora passará a seduzir Halley e o levará para a cama, mais Halley se arrepende e para de falar com Flora, ao descobrir o monstro que ela é.

No meio de tantas tribulações, a vida de Maria do Céu promete mudar completamente, apesar de as únicas coisas em sua vida cujo tempo não foi capaz de modificar foram a sua obsessão por Cassiano e o seu ódio por Lara. Maria do Céu, além de infernizar a vida de Lara, passará também a desafiar Alícia, por conta de seu recente envolvimento com Cassiano. Ela não aceita nenhuma mulher que chegue perto de Cassiano. Ela se sente dona dele.

Também há a traição a Elias Filho, prefeito da cidade, feita por sua esposa Dedina e seu melhor amigo Damião, um garanhão sarado que enlouquece as mulheres. Os dois o traem e fazem sexo até na mesa de trabalho de Elias e toda a cidade fica sabendo desse envolvimento, com exceção de Elias.

No fim, após ir e voltar com Damião várias vezes, e Greice bater muito nela, já que Greice se casou com Damião e era constantemente traída por ele, Dedina passa a mendigar nas ruas, é estuprada por Léo, e ela morre de uma inflamação no coração, devido a sopro que tem. Ela também enlouquece e passa a perseguir Elias e Greice.

Elias chega a machucar Damião e deixá-lo de muletas, e mesmo assim Dedina ia para a cama com ele, mesmo ele estando casado com Greice.

O destino de Flora, Donatela, Lara, Céu, Dodi, Zé Bob, Halley, Cassiano, Alícia, Gonçalo, Irene, Copola, Silveirinha, Cilene, Pedro, Diva e Augusto César ganham contornos mais definidos neste momento de reviravoltas em suas vidas, cuja história sem precedentes começa a causar grande impacto, o que faz com que o momento presente una a todos em um mesmo patamar: o de encarar a realidade dolorosa tal como ela é.

A obsessão de Flora não cessa. Ao descobrir que Zé Bob já sabe tudo que ela tramou e que ele quer provar que Flora é a verdadeira assassina de Salvatore e de Marcelo Fontini, Flora tenta matar seu amado. Para isso, pede ao seu aliado Dodi que mate Zé Bob. Dodi faz o que Flora diz e convence Baiano (testemunha do assassinato de Salvatore) a se encontrar com Zé Bob numa obra. O elevador em que Zé estava cai; porém, Zé é mais esperto e sai do elevador a tempo. Maíra, amiga de Zé, descobre antes que Flora o matará, e ela vai lá tentar avisá-lo. Flora descobre e aciona Dodi. Dodi a sequestra, a espanca, a abusa junto com seus capangas. Ela foge, mais é atropelada por dois carros de uma vez só. Ela é internada com risco de perder a vida. Flora, sabendo que ela falará tudo se sair do coma resolve atacar: a monstra vai lá e desliga os aparelhos que a mantém viva! Depois que ela morre, Flora, falsamente, vai abraçar Zé Bob, dizendo que queria ela viva e que sente muito pelo ocorrido. Flora sente prazer em fazer o mal! Já Halley ouve de Manu, que é comparsa de Dodi, tudo sobre o seu passado, com exceção de que ele e Lara não são irmãos e Halley acha que está cometendo um incesto. Porém, a verdade não lhe é contada por Cilene, o que leva à desconfiança de Donatela que quer se aproximar do seu verdadeiro filho. Posteriormente, toda a verdade é revelada ao moço e junto a Donatela, Gonçalo, Zé Bob e Pedro, Halley parte para uma luta sem fim contra Flora, para desmascará-la e ajudar sua mãe biológica, Donatela. Donatela fica com raiva de Cilene, mais a perdoa, pois Cilene não sabia que Halley era filho dela.

Flora está a cada dia fazendo mais inimigos. As pessoas ao seu lado desconfiam de suas verdadeiras intenções, e enquanto isso Donatela cada vez mais faz aliados como Zé Bob, Tuca, Pedro e até mesmo Gonçalo, que descobre tudo sobre Flora e juntos planejam desmascarar toda a verdade oculta. No entanto, Flora consegue matar Gonçalo, provocando-lhe um ataque cardíaco fulminante ao fazê-lo pensar que ela matou Irene e Lara. Por um triz Flora não é desmascarada pelos demais personagens e não vai para a cadeia. Flora então mente, dizendo que Gonçalo morreu enquanto estava dormindo.

A partir daí, Flora, que estava sendo derrotada, novamente dá a volta por cima e convence Irene a colocá-la no comando da fábrica dos Fontini. É o tempo para Irene descobrir que Donatela não morreu, para Flora aplicar um golpe na empresa, e expulsar Irene e Lara do Rancho Fontini, indo morar no local com Dodi — com quem se casa novamente, chantageada — e contratando Silveirinha como mordomo, fazendo todos os tipos de humilhação possível contra ele. Silveirin ha se vinga de Flora passando para o lado de Donatela.

Flora também usará nesse meio tempo a inescrupulosa Maria do Céu para talhar seus planos e, por medo, a jovem a obedecerá. Céu, com o tempo, ganha maturidade e forças e reconhece todo o mau que já causou na vida de outras pessoas. Agora planeja viver em paz com seu filho recém-nascido e com o outro que espera de Orlandinho, seus sentimentos por Cassiano parecem diminuir de intensidade a cada dia, enquanto que a cumplicidade da mesma com seu suposto marido Orlandinho ganha cada vez mais um nível de intimidade e companheirismo inigualável, beirando um sentimento forte e intenso, apesar do fato do mesmo se dizer homossexual e de ela relatar constantemente que é apaixonada por Halley. Orlandinho fica feliz ao saber que será pai. Ele e Céu fazem terapia, ele deixa de sentir atração por homens, e ela, para de ter obsessão por Cassiano. Ela passa a se dar bem com a família de Orlandinho, e Greice a perdoa.

A vida de todas essas pessoas de alguma forma foram abaladas pela presença maligna de Flora, e agora todos se unem para deter suas maldades e revelar, de fato, a verdade acerca de Donatela e a culpa de Flora perante às atrocidades e crimes cometidos pela mesma.

Fim

No fim, após descobrir que Donatela está viva, mata Dodi para defender Donatela, já que ele ameaçava matá-la, e confessa seus crimes na frente de uma multidão de pessoas, pois ela pensou ter matado Donatela, e ela passa a contar seus crimes, revelando sua obsessão doentia por ela. Antes, ela passa a obrigar Donatela a ir em sua casa, e elas virão amigas, pelo menos Donatela está fingindo. Mais um dia, Flora se descontrola e atira em Donatela, mas Donatela e Silveirinha já tinham trocado a bala por bala de festim, Donatela finge que morreu, e Flora gritando e chorando, totalmente psicótica diz: “Eu só fiz tudo por amor a você Donatela! Eu te incriminei, fiz tudo para você parar de ser tão frágil! Acorda Donatela, não morre! Burra, desgraçada, olha o que você fez, eu te amo, minha irmãzinha querida!” As luzes se acendem e Lara chama a polícia. Donatela acorda e Flora diz:” Você mentiu pra mim? Não posso acreditar! Depois de tudo o que fiz por você?! Maldita! Vai pagar!”. Flora tenta atirar, a bala não sai, Flora recebe ordem de prisão, mas consegue fugir. Dois meses depois, a vilã vai ao casamento de Donatela e Zé Bob, disfarçada, e consegue descobrir onde o casal irá passar a noite de núpcias. No dia seguinte, Flora aparece na casa-de-praia no Guarujá, onde Donatela e Zé Bob estão. Com uma arma, ela os ameaça e em seguida atira em Zé Bob. Lara, Silverinha, Irene e um segurança vão até a casa para tentar impedir Flora — Irene leva até uma arma. No meio da discussão, Lara pega a arma de Irene e atinge Flora, que diz: ‘Você é uma assassina como eu! Agora sim, mostrou que é minha filha!’ Lara se assusta e larga a arma, e sente muito ódio ao saber que Dodi é seu pai. Zé Bob é levado para o hospital e se recupera; e Flora é levada para cadeia, onde é chamada por todos de ‘assassina’. A vilã diz para uma presidiária que se chama Donatela. Enfim, tudo acaba bem: Flora sofre muito na prisão, passa a ser perseguida e é condenada a mais de 50 anos de prisão, e após sair de lá, se estiver viva, será internada num manicômio judiciário, onde tomará choques e ficará internada; Irene casa com Copola; Léo é preso e condenado por estupro e passa a sofrer na cadeia; Catarina viaja com Stela (como amiga) para Buenos Aires; Arlete e Romildo se casam, revelando a ele que Damião é seu filho; Geice e Damião têm um filho; Shiva Lênin se casa com Mariana, assume a filha dela e ela engravida dele; Rosana resolve passar um tempo na cadeia, para cumprir o resto da pena, recebe o perdão de Donatela, e ao sair de lá; se casa novamente com Augusto César, que se renova e passa a ser um novo homem; Elias se casa com uma ex-namorada que aparece na região, e com ela tem um filho; Rita e Diduzinho se casam e ela tem um filho dele, e ele adota Camila, filha dela; Cassiano casa com Alícia, que engravida; Céu tem seu outro filho e fica feliz com seu filho mais velho e com Orlandinho ; Lara casa com Halley e engravida; e Donatela também engravida, e vive feliz com Zé Bob numa mansão chique. Zé passa a visitar a filha Camila, que passa a adorar Donatela e amar o pai, agora conhecido. Na última cena, Donatela relembra da infância com Flora. A novela encerra com as duas, ainda crianças, conversando: Flora diz que Donatela é a sua “Favorita”, justificando o título da novela e as duas cantam juntas a música Beijinho Doce, seguido pelos créditos de encerramento ao som do tema de abertura Pa’Baillar, do grupo Bajofondo.

Anúncios

Sobre cleidisson

Sou um blogueiro que não penso em fama e sim em credibilidade! Amo a vida e curto ela em quanto posso...

Publicado em 17/03/2012, em televisão e famosos e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixar um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s