Arquivos do Blog

Minissérie ‘Rei Davi’ vai mostrar “podridão humana”, diz autora

Leonardo Brício caracterizado como o protagonista. Foto: Divulgação

A autora de Rei Davi, que estreia na Record em 24 de janeiro, disse que a minissérie “vai fundo na verdade humana”. “Davi é um anti-herói, Mostramos que todo mundo tem um lado bom e um lado ruim”, disse Vivian de Oliveira, em coletiva de imprensa no Recnov, complexo de estúdios da emissora nesta quinta-feira (12), no Rio de Janeiro.

“Muitas vezes me perguntam de maneira pejorativa como é adaptar um texto bíblico, mas a verdade é que a Bíblia tem grandes histórias e é um prazer adaptá-las. A história de Davi é difícil, densa, fala de grandes conflitos”, completou a autora. Ela foi responsável também por A História de Ester.

O protagonista da trama, Leonardo Brício, complementou dizendo que Rei Davi é uma grande tragédia. “Não é um drama cotidiano de novelinha”, afirmou. Ele interpreta Davi desde a juventude até os quase 70 anos e revela que essa foi a sua principal dificuldade. “Tive de fazer o personagem em idades muito diferentes, e muitas vezes fora de ordem”, contou.

A terceira minissérie bíblica da Record terá 29 capítulos e 42 pesonagens. No elenco, ainda estão Renata Dominguez, interpretando Bate-Seba, grande amor da vida de Davi, Maria Ribeiro, atuando como Mical, primeira esposa de Davi, e Gracindo Jr, como Saul, pai de Mical, que se transforma no maior inimigo de Davi ao longo da trama. Além do Recnov, a minissérie teve locações no Canadá e em Diamantina (MG).

Rei Davi custará R$ 25 milhões


Rei Davi  Canada 056 foto edu moraes e1326376074196 <i>Rei Davi</i> custará R$ 25 milhões

A minissérie Rei Davi, que a Record estreia no próximo dia 24, custará quase R$ 25 milhões.

Segundo Hiran Silveira, diretor de teledramaturgia da emissora, cada um dos 29 capítulos custurá R$ 850 mil. Trata-se de um orçamento de superprodução para o padrão da TV brasileira.

Em apresentação da minissérie à imprensa, na manhã desta quinta (12), no Recnov (Rio de Janeiro), Silveira citou o investimento “muito grande em figurino e cenário”.

Segundo o executivo, o que o telespectador verá na tela terá uma “qualidade infinitamente superior ao que produzimos no passado”, numa referência às duas séries bíblicas anteriores _A História de Ester e Sansão e Dalila.

“Estamos felizes por produzir entretenimento com qualidade difícil de se observar em televisão”, disse Silveira.

Blog do Daniel Castro – R7

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 69 outros seguidores